Candelária Sport Clube

Candelária Sport Clube




Descrição:

O surgimento da patinagem e do hóquei em patins na freguesia da Candelária está ligado ao aparecimento, no início dos anos oitenta do século XX, de alguns pares de patins de origem norte americana e não se pode dissociar do enorme sucesso internacional então alcançado pelo hóquei em patins português e que teve o seu ponto alto com a conquista do Campeonato do Mundo de 1982. Com o tempo, os patins existentes e o número daqueles que – com maior ou menor esforço – se conseguiam equilibrar sobre as oito rodas aumentou consideravelmente.

Em 1984, fruto dessa evolução e do entusiasmo e empenho do Sr. Amílcar Quaresma, o Pico leva a Santa Maria a sua primeira selecção de hóquei em patins, no escalão de iniciados, para participar no Campeonato Açoriano. São chamados a integrarem essa selecção quatro patinadores da Candelária.

Em 1986, dois patinadores da Candelária integram, pela primeira vez, a selecção de juvenis dos Açores que disputou o Inter-Associações de Paço d’Arcos.

Nesse mesmo ano de 1986 foi fundada a Associação de Patinagem do Pico, implementando-se, a partir da época desportiva de 1987/1988, a patinagem federada na ilha do Pico. Assim, alguns patinadores da Candelária rumaram ao Futebol Clube da Madalena, enquanto outros alinhavam pelo Clube Boavista de São Mateus, por na freguesia não existir qualquer clube formalmente constituído.

Por essa altura, o Agrupamento 808 do Corpo Nacional de Escutas iniciou a prática da patinagem e em 24 de Janeiro de 1990 foi fundado o Candelária Sport Clube, transferindo-se a patinagem dos escuteiros para o novo clube, que integrou também alguns dos jogadores que haviam representado o Boavista de São Mateus.

O Candelária Sport Clube conta com uma história curta, mas já recheada de sucessos desportivos.

Logo na época desportiva de 1993/1994 o Candelária Sport Clube sagrou-se Campeão Açoriano em juvenis, tendo participado na Taça Nacional de Jovens, onde defrontou as equipas do Sporting Clube de Portugal e do Clube Sport Marítimo.

Na época seguinte, 1994/1995, repetiu-se a conquista do título açoriano de juvenis, enquanto a equipa de seniores – composta exclusivamente por jogadores ainda juniores – ganhou o seu primeiro Campeonato de Ilha, conquistando o acesso ao respectivo Campeonato Açoriano.

Nestas duas épocas – 1993/1994 e 1994/1995 – os patinadores do Candelária Sport Clube constituíram a base da selecção do Pico em iniciados que alcançou outros tantos títulos regionais.

No início da época de 1995/1996, a equipa de juvenis do Candelária Sport Clube disputou, no Continente, três jogos de carácter particular contra as equipas A e B do Grupo Dramático e Sportivo de Cascais e do Parede Futebol Clube, tendo alcançado vitórias em todos os jogos. Essas vitórias seriam o prenúncio de uma época desportiva brilhante. O Candelária Sport Clube alcançou o terceiro título açoriano consecutivo em juvenis, apurando-se para a fase final do respectivo Campeonato Nacional. Então, pela primeira vez, a ilha do Pico teve o privilégio de receber e ver jogar um naipe de equipas com pergaminhos no hóquei em patins – Futebol Clube do Porto, Sport Lisboa e Benfica, Óquei Clube de Barcelos, Clube Sport Marítimo e Juventude Azeitonense.

Em seniores o Candelária Sport Clube reconquistou o Campeonato de Ilha e no Campeonato Açoriano – disputado por cinco equipas – apurou-se para a fase final classificando-se em 3.º lugar.

Na época de 1996/1997 a equipa de seniores voltou a ganhar o Campeonato de Ilha e, com alguma surpresa, sagrou-se Campeã Açoriana, tendo perdido a liguilha de apuramento para a 3.ª Divisão para o Sport Clube Lusitânia.

A época de 1996/1997 ficou também marcada pela realização do 1.º Torneio de Hóquei em Patins da Candelária, em seniores, onde participaram, para além de duas equipas do Candelária Sport Clube, o Futebol Clube da Madalena e o Clube Desportivo Santa Clara.

Na época de 1997/1998, os juvenis do Candelária Sport Clube voltaram a vencer o Campeonato Açoriano e a disputar a fase final do Campeonato Nacional, defrontando as equipas do Sport Lisboa e Benfica, do Clube Desportivo de Paço d’Arcos, do Futebol Clube do Porto, da Associação de Cultura e Recreio de Gulpilhares e do Clube Desportivo Portosantense. O 2.º Torneio de Hóquei em Patins da Candelária, em seniores, contou com as equipas convidadas do Futebol Clube da Madalena e do Clube União Micaelense.

Durante as épocas de 1998/1999 e 1999/2000 o hóquei em patins do Candelária Sport Clube contou com a coordenação técnica do Prof. João Meireles, prestigiado treinador e ex-seleccionador nacional de jovens.

Em 1999, o 3.º Torneio de Hóquei em Patins da Candelária, em seniores, integrou duas equipas do Candelária Sport Clube e outras tantas convidas, concretamente o Futebol Clube da Madalena e o Hóquei Clube das Caldas.

A 4.ª edição do Torneio, designada de Hóquei 2000, foi a primeira a ser inteiramente disputada no Pavilhão da Escola Cardeal Costa Nunes tendo integrado no quadro competitivo, para além de duas equipas do Candelária Sport Clube, as equipas do Sporting Clube de Portugal e da Juventude Ouriense.

Na época de 2000/2001 a equipa de seniores alcançou o segundo título regional e na liguilha, ante o Clube Desportivo Santa Clara, apesar de ter vencido o jogo em casa e de ter estado a vencer o jogo em Ponta Delgada, acabou derrotada pelo goal-average.

No Hóquei 2001 participaram como convidadas as equipas do Hóquei Clube da Mealhada e do Hóquei Clube das Caldas.

A época desportiva de 2001/2002 começou com a participação dos seniores do Candelária Sport Clube no Torneio Cidade de Caldas da Rainha, defrontado as equipas principais do Óquei Clube de Barcelos, do Sporting Clube de Portugal e do Hóquei Clube das Caldas.

Esta foi também a época de estreia do Clube na Taça de Portugal. Nesta prova o Candelária Sport Clube eliminou as equipas do Clube Desportivo de São Roque e do Clube Desportivo Santa Clara, tendo sido afastado pelo Vasco da Gama Atlético Clube, da II Divisão, por um escasso 0-1.

A 6.ª edição do Torneio – Hóquei 2002 – contou com a presença das equipas do Futebol Clube de Alverca e da Associação Académica de Coimbra.

No Campeonato Açoriano de seniores o Candelária Sport Clube voltou a alcançar o 1.º lugar na tabela classificativa e conquistou o direito de participar no Campeonato Nacional da III Divisão na época desportiva de 2002/2003.

Em Setembro de 2002 realizou-se a 1.ª edição do Torneio das Vindimas, contando com a presença das equipas principais da Associação de Cultura e Recreio de Gulpilhares, da I Divisão, e do Grupo Desportivo de Sesimbra, da I Divisão.

A época desportiva de 2002/2003 constitui-se num dos momentos mais altos da história do Clube, com a equipa principal a participar no Campeonato Nacional da III Divisão, tendo conquistado a subida à III Divisão, e na Taça de Portugal a atingir a 2.ª eliminatória.

Em Setembro de 2003, o Pavilhão da Escola Cardeal Costa Nunes recebeu a 2.ª edição do Torneio das Vindimas, com a presença das equipas principais do Clube Infante de Sagres, da I Divisão, e do Sporting Clube de Portugal, da II Divisão.

Na época de estreia no Campeonato Nacional da II Divisão, o Clube venceu a Zona D e na fase final classificou-se em quarto lugar, tendo ainda atingido os oitavos-de-final da Taça de Portugal.

A 3.ª edição do Torneio das Vindimas, realizada em Setembro de 2004, contou com a presença das equipas principais do Centro Desportivo Nortecoope, da I Divisão, e do Clube Desportivo Santa Clara, da II Divisão.

Na época desportiva de 2004/2005, o Clube sagrou-se vice-campeão nacional da II Divisão, depois de ter vencido a Zona Sul do Campeonato, obtendo o acesso à I Divisão Nacional, feito inédito para o desporto açoriano. Na Taça de Portugal a equipa foi eliminada pelo Sporting Clube de Portugal na quarta eliminatória.

A participação da equipa principal de seniores no Campeonato Nacional da I Divisão na época desportiva de 2005/2006 constitui um feito inédito para o desporto açoriano.

O Candelária Sport Clube dedica-se exclusivamente à modalidade de hóquei em patins, contando com cerca de uma centena de patinadores nas escolas de patinagem nos escalões federados – infantis, iniciados, juvenis, juniores e seniores – abrangendo como área de recrutamento de patinadores as freguesias da Candelária, Criação Velha e Madalena.

Responsáveis:

Nome: 
Cargo:  

Contactos:

Morada:; Largo Cardeal D. José da Costa Nunes - Candelária
9950-126 - Madalena
Telefone: 292 623 201
Fax:
Email:geral@csc-candelaria.com
URL:http://www.csc-candelaria.com